Educação significativa

Apregoa-se que todo processo de educação, deve estar envolvido de um significado para ambas as partes, tanto da sociedade e dos professores, quando dos alunos e suas famílias. No entanto temos que ser realistas ao ponto de apontar as possibilidades palpáveis no confronto dos interesses.

O conceito de realidade nos remete a duas possibilidades na busca de significação. A realidade empírica, resultante da ações percebidas, processadas e assimiladas pelo sujeito no contexto de sua vivência e a realidade concreta, determinante na maioria dos fatores que envolvem a vida do sujeito sem que ele tenha maiores chances de domínio.

Uma coisa é ver o educando como um ser autônomo e capaz de mudar o mundo, como apregoam muitas visões idealistas, outra é entender a necessidade de enquadre do sujeito ante a forças maiores que as possibilidades individuais.

O mundo é para cada um o que este percebe como sendo real, embora haja uma realidade bem diferente e indiferente aos reclamos de cada um.

No processo de formação de uma juventude para viver o mundo, não se pode, hoje, esquecer de procurar entender o significado de uma grande força - o marketing internacional.

Houve a época em que o poder constituído representava o poder divino, ligado s religiões, outra em que se considerava o direito do sangue, pela descendência nobre, e ainda o poder da força bruta, pelas conquistas em guerra. Em todas as situações de mando, sempre se procurou perpetuar o poder pela imposição das normas do interesse dominante, mas no poder hegemônico do marketing a história muda um pouco. Hoje não se impõe através do domínio do corpo, mas se conquista o processo mental.

 

A estrutura escolar

Os professores São os elementos designados pela sociedade para a formação de um contingente que assumirá e reproduzirá os valores existentes.  Educar é promover a absorção dos valores tradicionais dentro da ética e da moral.. Note-se que tudo, dentro da escola, é remetido ao caráter legal do procedimento, para a normatização, regulamentação, etc. Há, certamente, princípios e objetivos avançados para algumas coisas, mas a maioria dos procedimentos esperados e aceitáveis  trazem uma carga muito tradicional de conceitos firmados pelo tempo.

 

O poder da mídia

Por melhor que seja a escola, por mais bem intencionados que sejam os professores, não se pode negar o valor da pressão exercida por toda massa de informação veiculada a interesse do marketing, seja local, regional, nacional ou internacional.

Na busca de conquistar novos clientes e manter os clientes antigos, toda atividade produtiva investe no desenvolvimento de novos e interessados valores conforme o planejamento estratégico de quem quer dominar o mercado. Os valores investidos em propaganda, direta ou indireta, é muito grande diante as poucas verbas existentes na educação.

não se trata aqui de dizer que os valores tradicionais da educação sejam melhores ou piores do que as novidades que o marketing tenta colocar na formação do seu público consumidor. importante saber que essa dialética existe, que não dá para viver fazendo de conta que nada mudou.

Muitas escolas, por melhores que sejam, buscam na segurança do estudo dos clássicos, a base de ensino do programas em curso. É fato que há muito para se aprender e para ensinar a juventude a partir dos clássicos, mas não se pode esquecer a viSão de atualidade, por mais cruel que possa ser esse confronto.

 

Rossi, P.S. Educação Significativa. Folha da Mantiqueira. Piracaia-SP, 03 out 1997, p.6.