47. Vendedor ruim

Armando era gerente de vendas de uma empresa no centro de São Paulo. Um dia sua secretária anunciou uma pessoa que fora mandada por um amigo seu. Armando atendeu.

Era um vendedor que Armando não aprovaria para integrar sua equipe. Não tinha dinamismo nenhum, não apresentava nenhum entusiasmo.

- O senhor me desculpe eu não queria incomodar, o senhor pode estar muito ocupado, eu não queria atrapalhar. Só vim aqui porque o seu amigo pediu que eu viesse. Estou oferecendo essas ações. não são muito diferentes das outras. O senhor pode entender muito bem disso, sabe que rendem como as outras. O senhor pode ter investimentos que até rendem mais do que isso. não precisa comprar muito; é bom mesmo variar os investimentos, pode comprar só o lote mínimo de 500 ações.

Armando ficou com dó daquele coitado. Dó mesmo, tanto que "colaborou" com o vendedor, comprando 1000 ações, e deu três indicações de amigos seus que poderiam comprar.

Assim que o vendedor saiu, ligou para o seu amigo:

- Oh cara, como é que uma empresa pode ter vendedores desse tipo, o indivíduo parece que está morrendo em pé !

- O que você fez?

- Subscrevi mil ações e dei três indicações para ele.

- Pois é, é por isso que ele é o campeão de vendas da empresa. Só visita gerentes e diretores de vendas (gente que ganha bem), e com sua cara de sonso, não perde uma visita.