40. Reclamação.

Tive um gerente que costumava dizer: Se você é do tipo de vendedor que troca de calçada quando encontra um cliente, troque de profissão. 

Armando, como bom vendedor, gostava muito de fazer compras, gastar o seu dinheiro. Um dia entrou numa loja e começou a escolher diversas roupas. Ternos, camisas, meias, cuecas, gravatas, lenços; uma verdadeira renovação do seu guarda roupa. Depois de duas horas de trabalho para o vendedor da loja, resolveu, finalmente, fechar o pacote. O balconista demorou quase meia hora só para preencher as duas notas fiscais, tantos eram os itens que Armando resolvera comprar.

Tirada a nota, o comprador se dirigiu ao caixa e ofereceu o cartão de crédito para pagamento.

- Olha senhor, não podemos aceitar esse cartão. Está vencido.

Estava realmente. Armando já tinha recebido o outro, mas esquecera numa gaveta do escritório.

- Por favor, deixe empacotado que amanhã eu volto e levo tudo, só não posso voltar hoje devido a alguns compromissos agendados.

- Sinto muito, mas não podemos fazer reserva de mercadoria.

Voltou para o escritório lamentando não ter inutilizado, no ato, o cartão vencido. No dia seguinte, em função do trabalho, não conseguiu tempo para ir até a loja. Foi no terceiro dia.

Chegando loja, encontrou, de pé, na porta, o vendedor que o atendera. Dirigiu-se a ele, para que faturasse o pedido.

- Por favor, foi o senhor que me atendeu noutro dia?

- Não, eu não, reclamações é com o gerente.

- ?! ?! ?!

O vendedor virou as costas e foi para o fundo da loja. Nisso, chegou uma outra balconista, com um sorriso perguntou:

- O senhor já foi atendido?

Armando parado ali, sem entender o procedimento do vendedor, resolveu pedir tudo, de novo, para a mocinha solícita que acabou por receber a maior comissão do dia.