12. Cortando vaca

As pessoas investem uma boa parte da vida numa atividade, tanto em estudos e treinamento quanto em tempo, e acabam deixando aquela atividade, partindo para outra. Em vendas encontramos pessoas provenientes dos mais diversos campos. Temos equipes de vendas de um mesmo produto, onde se encontram engenheiros, economistas, administradores, advogados, professores; isso tudo misturado com mecânicos, estudantes, donas de casa e até alguns semi-analfabetos. Alguns conseguem utilizar os conhecimentos anteriores em beneficio da atividade atual, outros quase nada. Às vezes conhecimentos antigos podem proporcionar benefícios ou facilidades em abordagens ou argumentações.

Armando havia trabalhado em açougue desde muito cedo, até que teve que partir para a carreira de vendas, representando uma fábrica de louças porque lhe faltava capital para concorrer com o supermercado que abrira no seu bairro. De carne, conhecia tudo.

Um dia viajando pelo interior de São Paulo, pela região de Aguaí, presenciou na estrada o atropelamento de uma vaca que andava solta pela rodovia. O caminhão tivera batido na cabeça da vaca, e quase nenhum estrago acontecera, tanto que o motorista seguira tranqüilo seu caminho.

Ao largo, estavam os bóias-frias colhendo algodão. O dono da vaca era o mesmo dono da plantação e autorizou os empregados a retalharem o animal e levarem para casa.

Curioso, em funão do hábito, Armando que por ali passava, parou e ficou vendo os trabalhadores tentarem retalhar a vaca. Quando percebeu que ninguém ali entendia de vaca mais do que ele, interveio:

Conta tantas costelas aqui e passa a faca que sai o dianteiro, mais tantas costelas ali, para tirar o traseiro, e vai em frente. Corta aqui... corta ali...

Com a orientação do Armando, foram descarnando a vaca e em pouco tempo tudo estava terminado.

Ofereceram-lhe um pedaço da vaca,mas ele agradeceu, dizendo que não poderia levar porque estava seguindo viagem para o trabalho, se estivesse voltando para casa aceitaria.

Quando virou as costas e se dirigia para o carro, ouviu:

- Tá vendo, passam esses granfino de carro, a gente não dá um peido prá eles, e eles vem ensiná nois cortá vaca!!!

Armando entendeu, fez que não ouviu e foi embora contente.